Trabalhando com Revit: 5 dicas simples para melhorar sua produtividade

26 Feb 2018

Autor:

O software Autodesk Revit tem ganhado cada vez mais espaço dentre os projetistas, principalmente da parte de arquitetura. O programa, por ser baseado no conceito BIM, permite ao usuário realizar tarefas com mais fluidez e eficiência, tarefas as quais podem ser muito cansativas e “ingratas” de se realizar no AutoCAD, como cotar, quantificar esquadrias, produzir corte e fachada por exemplo.

 

Porém, quem é usuário, mesmo que em um nível básico, sabe que a ferramenta apresenta muitos recursos que possibilitam um trabalho mais eficiente e, de certa forma, mais inteligente. Portanto, preparamos uma lista de 5 dicas simples para tornar seu uso do Revit mais produtivo, seja você projetista de arquitetura ou de engenharia! Vamos nessa?

 

01. Organizar o Navegador de projeto (Project browser).

Em projetos executivos - principalmente -, é normal possuirmos muitas vistas criadas: várias plantas de piso, plantas de forro, cortes, elevações, 3D etc. Para que possamos nos encontrar com mais facilidade, é recomendado que estas vistas tenham um diferente tipo de agrupamento. Por exemplo, é possível agruparmos as vistas de acordo com a organização destinatária do projeto. Caso você esteja fazendo um projeto que vai passar pela prefeitura do seu município para legalização, é prudente a criação de um grupo chamado Prefeitura e a inserção, neste grupo, de todas as vistas preparadas para este órgão, como plantas, cortes etc. Caso este mesmo projeto vá sofrer emissões para o cliente, é prudente a criação de um grupo chamado Cliente e, da mesma forma que as vistas para a Prefeitura, agrupá-las para facilitar o seu encontro. Para saber como alterar a organização do navegador de projeto, acesse https://tinyurl.com/yazst9n2.

 

02. Utilizar a ferramenta Nota-chave (Keynote).

A ferramenta Nota-chave permite a criação de um arquivo auxiliar no formato TXT (podemos utilizar o Bloco de Notas para editá-lo). Este arquivo permite associarmos códigos a informações textuais, linkando estas informações a elementos e materiais no Revit. Por exemplo, imagine que você está fazendo anotações de acabamentos e revestimentos em um projeto executivo de arquitetura. Em vistas de corte e fachada, principalmente, costuma-se criar textos indicando mais informações sobre o material exibido no desenho. Com a ferramenta Nota-chave, pode-se associar o material exibido na vista a uma linha do arquivo TXT, de forma que, com o Identificador de Nota-chave, podemos trazer a tona as informações rapidamente. Numa etapa de anotação de projetos executivos (uma das etapas mais demoradas num fluxo CAD), esta ferramenta ajuda a ganhar bastante tempo! Para aprender a fazer uso da ferramenta, acesse https://tinyurl.com/yca46efq.

 

03. Produzir e utilizar Modelos de vista (View template).

Assim como abordado no item 01, geralmente um mesmo arquivo de Revit gera projetos a serem entregues para várias organizações diferentes (cliente, prefeitura, engenheiro calculista, sanitarista etc), onde cada uma delas tem diferentes necessidades de representação. Enquanto o cliente quer ver uma prancha humanizada, com mobiliários e calungas, a prefeitura quer uma prancha técnica, sem mobiliários e calungas. Configurar as vistas pode ser uma tarefa absolutamente cansativa caso você não utilize a ferramenta Modelo de vista. Com esta ferramenta, é possível criar, literalmente, modelos de vista os quais servirão para definir, de uma só vez, como um grupo de vistas deve ser exibido. Com isso, sempre que você quiser adaptar as plantas de piso para as necessidades da prefeitura, por exemplo, basta associar o modelo de vista criado às referidas plantas e voilá! Suas vistas ficam configuradas exatamente como as demais para a prefeitura, garantindo a padronização desejada dos desenhos no projeto! Para aprender a configurar a ferramenta modelos de vista, acesse https://tinyurl.com/y8g6zsya.

 

04. Não ter o hábito de carregar famílias demais no Template.

Muitos escritórios deixam seus templates preparados com as famílias que julgam necessário estarem carregadas. De fato, muitas famílias precisam estar carregadas pois, muito provavelmente, serão utilizadas em qualquer projeto (como identificadores de ambiente, conexões de tubo, pilares e vigas de concreto etc). Porém, o que se costuma enxergar com certa frequência no mercado é a situação onde os templates estarão, desnecessariamente, pesados com tanta informação carregada. Não parando por aí, quando temos muitas famílias carregadas no template, caso algumas delas sofram alterações de qualquer sorte em suas configurações, estas precisarão ser carregadas uma a uma no arquivo template. Já imaginou o trabalho?

 

05. Utilizar regras de filtro.

Essa dica é quase que obrigatória para aqueles que produzem projetos de engenharia, principalmente hidrossanitários. Quando fazemos uso da ferramenta Filtro (presente dentro das configurações de Visibilidade e Sobreposição gráfica), estamos habilitados para aproveitar qualquer parâmetro presente nos elementos modelados para fazer com que eles se comportem da forma que desejamos, fazendo que sumam, fiquem coloridos, com diferentes hachuras ou com diferentes linhas. É dessa forma que os diferentes subsistemas hidrossanitários (água fria, água quente, sanitário, ventilação etc) são evidenciados com cores diferentes em projetos hidrossanitários. Para criar regras de filtro, acesse https://tinyurl.com/y9269jes.

 

DICA EXTRA: pesquisar e utilizar plugins/APPs.

Dificilmente, conseguiremos extrair e utilizar todos os recursos de um software, bem como ter todos os recursos imagináveis em um único programa, o que justifica a existência de plugins e aplicativos que podem ser incorporados nas ferramentas.

 

Falando de Revit, há algumas ferramentas que podem ser potencializadas com o auxílio de APPs, como a ferramenta de unir geometria (join), soma dos comprimentos dos tubos selecionados e integração com planilhas externas, como .xml e .csv. Há inúmeros aplicativos gratuitos disponíveis! Para visualizar quais aplicativos existem, acesse https://apps.autodesk.com/RVT/pt/Home/Index.

 

Com estas dicas, sem dúvidas seu trabalho com Revit ficará muito mais eficiente!

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Sobre o IFC: parte 01

April 2, 2018

1/3
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Telefone
+55 48 9 9613-3540

  • White LinkedIn Icon
  • facebook

© 2020
por Felipe Góes